Pesquisar este blog

Quem sou eu

Minha foto

Um documentarista da Luz, do analógico ao digital. No meu ofício de fotógrafo, com uma ativa contemplação da beleza dessa energia luminosa, que chega graciosamente até nós. Coletivizar saberes, aprender e compartilhar nossas criações! E Empreender nossos Sonhos! 30Anos no ofício da Fotografia: o olho que vê e faz o coração vibrar, compartilha o sentimento!
http://www.corluzimagem.blogspot.com.br/

Arquivo do blog

Criative Commons

Licença Creative Commons
http://www.corluzimagem.blogspot.com/ by Blog is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.
Based on a work at www.corluzimagem.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.corluzimagem.blogspot.com/.

domingo, 10 de abril de 2011

Cora Coralina - Mulher Guerreira

                                                      Acervo Museu Casa de Cora Coralina



26 anos da morte de Cora Coralina
Nosso blog na poderia deixar passar esta importante data, pois é dela a nossa frase de abertura e muitas inspirações: "Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."

Em memória dessa poetisa (que também era doceira) e brava mulher brasileira, que lutou toda sua vida e conseguiu na sua fase mais madura o reconhecimento de ser Poetisa, aos 76 anos pela generosidade e reconhecimento de outro grande poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade. Minha homenagem a tantas mulheres, lutadoras, doceiras como, uma afro-descendente, com sua imagem esguia, mas altiva e carinhosa. Seu nome me foge à memória! Na minha Caxias do Sul, colonizada por imigrantes italianos e que adoçava meus sonhos de infância, com suas cocadas e pés-de-moleque.  

Cora teve uma vida dura, mas que soube recriar cada instante com suavidade e compaixão, esperança e muito amor pela vida.  Que poderia ser sintetizada pelo o que Ela escreveu:
(...)” Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.
Faz de tua vida mesquinha um poema.
E viverás no coração dos jovens
e na memória das gerações que hão de vir.”

Cora Coralina


O dia 10 de abril marca os 26 anos da morte de Cora Coralina, poetisa goiana. Em homenagem a Cora, o Museu Casa de Cora Coralina, na Cidade de Goiás, promove uma jornada de estudos sobre a obra da poeta de 11 a 13 de abril na Unidade Cora Coralina da Universidade Estadual de Goiás (UEG). No dia 10 de abril às 19h, será celebrada uma missa na Catedral de Santana, relembrando a artista.

“É importante salientar que são 26 anos de ausência de Cora, mas sua memória está presente também no museu, que foi a casa dela, hoje revitalizado para preservar a obra da artista”, disse a diretora do museu, Marlene Velasco. 
http://www.casadecoracoralina.com.br/ 

Viva Cora Coralina, uma mulher que acreditou em seu sonho e perseverou nele, apesar das adversidades de sua vida! E venceu! Com toda sua simplicidade e sensibilidade!
Viva em nossos corações e mentes! Nas suas eternas poesias!
Obrigado “Aninha” pelo seu grande exemplo de humanidade! 

DAS PEDRAS
Ajuntei todas as pedras
que vieram sobre mim.
Levantei uma escada muito alta
e no alto subi.
Teci um tapete floreado
e no sonho me perdi.
Uma estrada,
um leito
uma casa,
um companheiro.
Tudo de pedra.
Entre pedras
cresceu a minha poesia.
Minha vida...
Quebrando pedras
e plantando flores.
Entre pedras que me esmagavam
Levantei a pedra rude
dos meus versos.

(Meu Livro de Cordel, p.13, 8°ed., 1998)

Nenhum comentário:

Postar um comentário